Entenda a importância do índice IPCA no faturamento hospitalar

Índice IPCA no faturamento hospitalar

O índice IPCA sob Serviços de Saúde fechou o ano de 2019 em 7.07%, mas você sabe como o índice IPCA no faturamento hospitalar pode afetar sua receita ao final de cada lote faturado?

Em entrevista publicada na Revista Veja o gerente do índice IPCA, Pedro Kislanov, comenta sobre o IPCA no setor da saúde durante último ano:

“Pesou também a alta nos planos de saúde (8,24%), por conta do reajuste autorizado pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). ”

Mas, se as questões sobre índice IPCA ainda são uma incógnita não se preocupe, pois vamos fazer um resumo desse tema para você saia daqui por dentro do assunto.

Começando pelo termo…

O que de fato é índice IPCA?

Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo ou simplesmente IPCA é um indicador que tem o objetivo de medir a inflação no país em diversos setores, considerando uma cesta de produtos de serviços consumidas pelo consumidor final.

Este indicador é produzido mensalmente pelo Sistema Nacional de Índices ao Consumidor (SNIPC) medindo a inflação de áreas urbanas pelo país em forma de amostragem.

E o que é IPCA-E?

Com o mesmo objetivo do IPCA, o indicador IPCA-E Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo Especial considera as transações de produtos e serviços de uma parcela da sociedade com renda entre 1 à 40 salários mínimos.

O IPCA-E, utiliza uma amostragem menor das cidades, ao todo são 11 regiões metropolitanas no país que são qualificadas para esta pesquisa.

Outro diferencial do IPCA-E é seu período de leitura, que considera um período de três meses iniciando a contagem no 16ª dia do mês.

IBGE E INPC

Estes indicadores são produzidos pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística IBGE e também pelo Índice Nacional De Preços Ao Consumidor INPC que compõe o Sistema Nacional de Preços ao Consumidor SNIPC

Ambos com o objetivo de facilitar a execução desta pesquisa que é realizada continuamente.

Mas afinal, como é calculado o IPCA?

O índice IPCA considera principalmente um único grupo de renda, aquele entre 1 e 5 salários mínimos. Já o IPCA-E considera outro grupo, aqueles entre 1 e 40 salários mínimos.

No grupo com menor faixa salarial a pesquisa é feita a nível nacional, já no grupo com maior faixa salarial são pesquisadas 11 regiões metropolitanas pelo país como forma de amostragem.

Durante essa pesquisa são considerados as variações de preço dos seguintes grupos de consumo:

  • Alimentação e bebidas;
  • Transportes;
  • Habitação;
  • Saúde e cuidados pessoais;
  • Despesas pessoais;
  • Vestuário;
  • Comunicação;
  • Artigos de residência;
  • Educação.

Posteriormente estes grupos são subdividido em todos os itens que compõe sua cesta básicas de serviços.

Por exemplo, no grupo transporte são considerados gastos com: combustíveis, manutenção veicular, aluguel de veículos, gasto com transporte público etc.

De posse desses dados é realizado um comparativo com o mesmo grupo e subgrupo pesquisado no mês anterior para calcular a inflação.

Ao fim do período de 12 meses a soma dos índices obtidos ao longo do ano é mensurada com o índice calculado do ano anterior, chegando assim ao índice IPCA anual.

No ano de 2018 a inflação acumulou 3,75%, enquanto que em 2019 este mesmo indicador foi quantificado em 4,25%.

Com base nesses dados também são definidas metas para o IPCA no ano seguinte, e para que isso aconteça é necessário a movimentação de todos os setores envolvidos.

Existe também um cenário de deflação, isso pode acontecer quando a base de cálculos obtém valores de pesquisas de preço negativos, em um cenário em que os preços dos produtos tiveram uma baixa acima do normal.

Para que serve o índice IPCA?

Utilizado pelo Banco Central, ele determina a taxa de justos SELIC o que demanda a remuneração sob empréstimos e investimentos.

Considerada como inflação oficial do país, o IPCA descreve o poder de compra dos consumidores qualificados por grupos em um período específico. Ou também para aplicações financeiras.

Implantação do IPCA

Esta pesquisa começou a ser desenvolvida pelo IBGE em 1979, porém em novembro 1985 atendendo o Decreto nº 91.990 tornou-se o indicador oficial do país responsável pelas principais fontes de pagamentos e movimentações financeiras.

Menos de um no depois, em março de 1986 deixou de indexar e passou somente a servir de orientação financeira do mercado.

Em São Paulo, por exemplo, este índice é calculado internamente desde 1939 inicialmente desenvolvido pela Divisão de Estatística e Documentação da Prefeitura do Município de São Paulo mas hoje está sobre a responsabilidade da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas FIPE, e tem o objetivo de medir o custo de vida de famílias com renda entre 1 e 10 salários mínimos.

Ufa! Agora que entendemos a importância deste índice para a economia do país, vamos entender como isso afeta o faturamento do seu hospital.

Índice IPCA no Faturamento Hospitalar

Não muito diferente o mercado financeiro nacional, toda movimentação financeira dentro de uma instituição de saúde precisa seguir um parâmetro, como se fosse uma base de cálculos.

E não estamos falando das tradicionais Tabelas de Faturamento e nem do ICMS que também são de extrema importância para o setor da saúde.

Para compreender a importância do índice IPCA no faturamento hospitalar é necessário considerar as variações que este índice tem, além de como isso afeta no faturamento. 

No portal da ANS o faturamento é resguardado por determinações:

“O índice será aplicado aos serviços contratados, com exceção de órteses, próteses, materiais e medicamentos que sejam faturados separados dos serviços. Para os serviços hospitalares, o IPCA deverá ser aplicado de acordo com o estabelecido em contrato. ”

Neste cenário é possível então dizer que itens OPME podem ser resguardados de inflação ou deflação vistos que são previstos em contrato.

E quanto aos demais itens e serviços? Qual o peso do índice IPCA no faturamento hospitalar?

Para que fique claro, o índice IPCA pode até não fazer com que seu faturamento mude consideravelmente de imediato. Porém acompanhando os indicadores ao decorrer dos meses, as alterações são perceptíveis.

Inclusive, este hábito pode ser esclarecedor para seus relatórios!

No exemplo abaixo, podemos observar a variação do índice ao longo do ano de 2019 considerando o IPCA acumulado de todos os setores.

Índice IPCA no faturamento hospitalar

Fonte: Valor Econômico, Globo. 2015.

 

Refinando esta busca, é possível acompanhar o evolutivo do IPCA no Serviço de Saúde na tabela abaixo:

Fonte: Strategy, 2019

A disparidade apresentada entre uma tabela e outra é notória, enquanto o índice geral fechou o mês de novembro em 0,51% o índice nos serviços de saúde fechou o mês em 0,48% para um faturamento expressivo este número faz todo diferença.

E por isso precisamos falar sobre…

Impacto do índice IPCA no Faturamento Hospitalar

Até aqui apresentamos um breve histórico e qual o impacto do índice IPCA no mercado financeiro em geral.

Vemos também que o índice é importante para o setor da saúde, porém existem particularidades, por exemplo, o faturamento de OPMEs.

E precisamos falar sobre como o índice IPCA impacta no faturamento hospitalar, uma vez que os valores faturáveis são alterados de forma sucinta considerando a inflação.

Em um cenário ideal, para uma instituição, o quão maior for o valor faturado em decorrência do IPCA acumulado é melhor, afinal de contas isso significa mais dinheiro em caixa, correto?

Na verdade, não é bem assim…

Se os preços aumentam para seu cliente, aumentam também para você! Ou seja, será preciso arcar com custos maiores em impostos, fornecedores, insumos, etc.

E às vezes a conta de entradas e saídas no seu fluxo de caixa pode não fechar!

Então um cenário ideal é aquele que visa o equilíbrio entre as partes.

Projeções para 2020:

O índice IPCA serve de parâmetro para o Banco Central e isso é determinante para investimentos e movimentações financeiras. Justamente por isso especialistas acompanham e fazem projeções para auxiliar na tomada de decisões.

Em nota para a Revista Exame o economista Alberto Ramos alerta:

“A baixa inflação de serviços básicos deve proporcionar conforto ao Banco Central. Entretanto, outras considerações, incluindo a gestão de riscos, provavelmente levarão o Copom a analisar cuidadosamente os dados, a fim de determinar se a proposta de custo-benefício de cortes adicionais moderados na Selic no primeiro trimestre de 2020 é justificada”

Então vale a pena pensar de forma estratégica para garantir ganhos e diminuir perdas quando o assunto for índice IPCA no faturamento hospitalar.

 IPCA e Acreditações:

Outro assunto bastante discutido e que vem como consequência do faturamento são as acreditações hospitalares. Você sabia que o índice IPCA pode influenciar neste quesito?

A ANS alerta para os critérios de avaliação quando o assunto é qualidade, já que este é um fator fundamental para que uma instituição receba um certificado de Acreditação Hospitalar.

[QUOTE]“Nesses casos, será usado como base o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), ao qual será aplicado o Fator de Qualidade, que possui três níveis para aplicação de reajustes: (A) 105%, (B) 100% e (C) 85%”

Garantir a qualidade de serviço pode te aproximar de uma Acreditação, e proporcionar uma taxa de IPCA com uma porcentagem favorável.

Importância das Acreditações:

Para uma instituição, um certificado de acreditação coloca um hospital em outro patamar. Além de renome e credibilidade, elas colaboram para o desenvolvimento das marcas, afinal de contas, não podemos nos esquecer que se trata de um negócio também!

A Agência Nacional de Saúde Suplementar descreve a nota técnica onde detalha sobre os níveis de acreditações.

“De acordo com a nota técnica da ANS, há variações de critérios para obter os níveis A e B, conforme o serviço de saúde. Os serviços de saúde que não atenderem aos critérios estabelecidos para esses níveis, automaticamente serão considerados no nível C. ”

Conheça um pouco mais sobre Acreditações no artigo sobre Acreditação ONA disponível aqui em nosso blog.

Tenha em mente que acompanhar os índices IPCA no faturamento hospitalar podem trazer boas estratégias de gestão de resultados. Caso você queira pesquisar mais sobre o assunto, a internet tem uma infinidade de possibilidades…

Agora, vamos revisar o que aprendemos até aqui sobre índice IPCA no faturamento hospitalar:

  • O que é índice ICPA
  • O que é IPCA-E?
  • Quais os órgãos envolvidos na formulação do índice IPCA
  • Como é calculado índice IPCA
  • Como se deu a implantação do IPCA
  • Impacto do Índice IPCA no Faturamento Hospitalar
  • Histórico de Indicadores IPCA
  • IPCA e Acreditação Hospitalares

Saiba que por mais que este índice seja entregue mensalmente você precisa atualizar essas informações em seu sistema de faturamento continuamente.

Para otimizar este processo, aconselhamos que você opte por soluções que automatize processos e facilite sua rotina, reduzindo ao máximo o número de perdas de informações.Índice IPCA no faturamento hospitalar