Produtividade no Faturamento Hospitalar: Manual do Gestor

Liderança e proatividade: como fazer sua equipe de faturamento render mais

Quando falamos em faturamento hospitalar, alcançar bons resultados e ter produtividade é o objetivo de todo líder.

Mas não se preocupe: o caminho a ser trilhado para alcançar esses resultados não requerem estratégias mirabolantes ou ações quase impossíveis de serem realizadas.

Neste artigo viemos te provar que através de ações simples e métodos assertivos é possível atingir bons resultados.

Você está preparado?

Começando pelas meta

Para traçar um caminho é preciso saber o destino! Portanto, tudo começa estabelecendo uma boa meta, acredite, isso fará toda a diferença.

Faça uma análise do seu cenário, veja quais fatores merecem mais atenção e quais são seus objetivos finais. Por exemplo:

  • Reduzir o tempo de execução das atividades;
  • Aumentar o valor faturamento mensal;
  • Reduzir os índices de Glosas Administrativas;
  • Otimizar processos;
  • Motivar o seu time;
  • Reduzir as horas extras.

Tenha claro quais seus objetivos e comece por aqueles possíveis de serem atingidos. Afinal de contas, nada mais frustrante do que estabelecer uma meta impossível de bater.

Contudo, sabemos que existem metas que são conectadas com objetivos maiores, ela também são conhecidas como KPI – Key Performance Indicator, é justamente nelas que você pode focar para atingir resultados expressivos.

Como definir uma boa meta impacta no resultado final?

Entenda no exemplo abaixo:

Eu quero reduzir índice de horas extras na minha equipe. Portanto precisarei otimizar o tempo que uma guia leva para ser faturada, isso será possível identificando se existem processos realizados de forma incorreta que podem ser ajustados ou automatizados.

Executando essa análise, você:

  • Otimiza processos, analisando ações que são passiveis de ajustes.;
  • Diminui o tempo de faturamento de uma guia;
  • E ainda alcança seu objetivo que é de reduzir as horas extras da sua equipe.

Viu só como uma meta bem definida é importante para alcançar bons resultados?

Mas você pode se questionar:

“Ok, eu não trabalho sozinho, preciso do engajamento da equipe para conseguir alcançar qualquer resultado.

É aí que entra o próximo passo para alcançar a produtividade no faturamento hospitalar: entender o seu cenário.

Lidando com os riscos institucionais

Quando trabalhamos com pessoas existem sempre algumas interrogações, como por exemplo: 

“E se isso acontecer? ”

“E se não der certo? ”

“Será que vamos conseguir o engajamento de todos? ”

Diversas questões podem surgir, mas uma boa gestão não pode viver a mercê das incertezas e simplesmente tirar uma carta da manga quando algo der errado, sistematize e defina os riscos que seu departamento pode sofrer.

Entretanto, vale ressaltar que lidar com os riscos institucionais vai muito além de gerir as incertezas da instituição, veja no vídeo abaixo como explorar o máximo deste método.

Colocando a mão na massa

Agora que você já definiu quais objetivos quer alcançar e já sabe como lidar com os possíveis imprevistos, é hora de ir atrás da produtividade no faturamento hospitalar.

Aqui não existe formula mágica.

Para alcançar suas metas você deve contar com estratégias, métodos assim como ferramentas a sua disposição.

Deixe a tecnologia jogar a seu favor

Não é de hoje que a tecnologia é aliada da gestão de pessoas, dessa forma é bem provável que você já tenha um sistema que te atenda no controle dos fluxos de trabalho. Mas que tal ir além?

No mercado existem opções que prometem:

  • Delegar funções;
  • Acompanhar a execução de demandas;
  • Controlar jornadas de trabalho;
  • Monitorar estações de trabalho;
  • Automatizar funções do faturamento;
  • Gerar relatórios de produtividade;
  • Entre outros…

Entretanto, mais do que disponibilizar 1001 aplicações para seu time, tenha certeza de que ela será efetiva e bem aceita por todos, se não, será apenas mais um sistema inutilizado.

Ou seja: treine seus colaboradores para fazerem o bom uso das ferramentas disponíveis. Às vezes tudo o que vocês precisam estão a sua disposição, os recursos só não estão bem alocados.

Seja um líder e não um chefe

Você já de ter ouvido esse termo diversas vezes, isso ocorre porque ele faz todo o sentido.

Uma liderança que assume uma postura de liderar em vez de chefiar ganha muito mais a empatia dos colaboradores. Assim torna-se mais fácil conquistar o time com suas ideias quando você as propor.

Além disso, há outras características de um líder que ajudam na gestão dos colaboradores:

  • Oferecer suporte;
  • Encontrar soluções em conjunto;
  • Conhecer os processos;
  • Ser facilitador;
  • Ouvir seu time.

Para garantir a produtividade no faturamento hospitalar a iniciativa deve partir de você, afinal uma equipe é o reflexo de seu líder, e é sobre isso que se trata o próximo tópico.

Uma equipe é reflexo do líder

Desde já eu te adianto: o seu time sempre será espelho das suas atitudes, assim ser exemplo é muito importante. Então o seu processo de organização será referência para sua equipe, e coisas simples podem fazer a diferença:

  • A organização sobre sua mesa;
  • Seu horário de chegada na empresa;
  • O uso de redes sociais no trabalho;
  • O relacionamento com seus superiores. 

E ações mais complexas também:

  • O cuidado que você tem com documentos;
  • O compromisso com sua agenda de reuniões;
  • Seu dever com as metas da empresa;
  • Entre outros. 

Por isso, adote uma postura de líder influenciador, delegue funções, atribua atividades aos seus liderados e inclua-os nos processos. Dessa forma eles irão sentir-se parte de algo.

Essa responsabilidade fará com que eles sejam mais produtivos.

Resultados pautados em qualidade

Obviamente é muito bom receber um relatório no final do mês e ver os gráficos e números positivos. 

Mas para alcançar esses resultados foi preciso sacrificar algum indicador relevante para sua instituição?

A que custo você está conseguindo bons resultados?

Se suas metas estão sendo cumpridas respeitando todas as diretrizes da organização, excelente! 

Agora, se você ainda está tendo que abrir mão de alguma meta importante para conseguir alcançar outra, está na hora de pensar em soluções estratégicas para atingir todas as áreas, lembra daquelas que citamos no início desse texto?

Não corra atrás de somente de números, busque resultados pautados na qualidade.

Bem melhor que entregar resultados, é entregar resultados consistentes, que lá no futuro não gerem retrabalho. Garantir que as entregas estão sendo feitas da maneira correta é um forte indicador de produtividade no faturamento hospitalar.

Agora, creio que nessa altura você já tenha entendido que sua postura como líder garantirá bons frutos para sua equipe, mas, que a aplicação de métodos assertivos serão a bússola para os seus resultados.

Para colher resultados ainda melhores estude também sobre andragogia, você sabe o que é? Ela é um método de gestão de equipes que quando aplicado pode render excelentes resultados, leia agora sobre ela e descubra como a ela pode te ajudar.